CoinMarketCap: ‘Brasil precisa de uma transformação financeira e Bitcoin pode ser a resposta’

O “Bitcoin pode ser a resposta” que pode salvar o Brasil e a América Latina de uma crise financeira, segundo o CoinMarketCap. A plataforma de listagem de criptomoedas cita que o “Brasil precisa de uma transformação financeira”, em uma publicação no Twitter.

Para o CoinMarketCap, os países latino-americanos serão duramente afetados economicamente pelo Novo Coronavírus. Sendo assim, somente uma inovação como o Bitcoin pode garantir a recuperação da região, incluindo o Brasil.

Em um artigo escrito no blog do CoinMarketCap, o especialista Diego Gutiérrez fala sobre os impactos da pandemia na economia da América Latina. O argentino diz que será necessário uma “transformação financeira” que pode ser impulsionada pelo Bitcoin.

CoinMarketCap cita adoção do Bitcoin no Brasil

Com expressiva adoção do Bitcoin, o Brasil é mencionado pela plataforma de listagem de criptomoedas CoinMarketCap. De acordo com a publicação, O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma retração na economia da América Latina.

Em contrapartida, o Bitcoin é apresentado como solução para a crise econômica para a região, sendo que a plataforma fala que existe uma forte adoção da criptomoeda no Brasil.

“O Brasil precisa de transformação financeira. O Bitcoin poderia ser uma resposta para a América Latina, uma região que o FMI prevê estar em risco de maior retração econômica? O COVID certamente não está ajudando, mas o Brasil tem uma classificação alta pela adoção cripto.”

A América Latina tornou-se um epicentro do Novo Coronavírus e isso deve impactar na economia local. No entanto, Diego Gutiérrez recorda que 191 milhões de pessoas já viviam na pobreza na região latino-americana, antes da pandemia.

O especialista fala que a região já estava fragilizada, vivenciando uma economia com pouca expectativa de crescimento significativo.

“Todos os países sentirão as inevitáveis ​​consequências econômicas do vírus, mas muitos países latino-americanos já estavam em um estado econômico difícil antes da crise. A partir de 2019, já havia 191 milhões de pessoas vivendo na pobreza na região.”

Países da América Latina e criptomoedas

A América Latina possui uma grande representatividade no que diz respeito a adoção mundial de criptomoedas. Embora uma crise econômica está se aprofundando na região, o uso de Bitcoin ganha força em países latino-americanos como o Brasil.

Gutiérrez considera-se um “evangelista” de Bitcoin por ser pioneiro na disseminação de informação sobre a criptomoeda na América Latina. O especialista criou o “Bitcoin Center” em 2014 onde entusiastas e investidores se reúnem para falar sobre criptomoedas, sendo que o projeto já atua em dez países.

O argentino cita ainda uma pesquisa da Statista para reforçar a importância do Bitcoin na economia da região. Segundo o estudo de 2019, entre os sete países com maior adoção de criptomoedas no mundo, cinco são da América Latina, como:

  • Brasil
  • Colômbia
  • Argentina
  • Chile
  • México


Adoção do Bitcoin na América Latina (Reprodução/Statista)

Por fim, a facilidade do uso de criptomoedas pode ser outro fator que possibilitará a transformação financeira na América Latina. A evolução tecnológica e digital da economia permitirá o uso descomplicado do Bitcoin, segundo publicação do especialista no CoinMarketCap.

“Qualquer pessoa com um smartphone pode começar a usar criptomoedas em segundos, o que significa que ele possui um vasto potencial como um facilitador da inclusão financeira.”

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/coinmarketcap-brazil-is-in-need-of-financial-transformation-and-could-bitcoin-be-an-answer

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − cinco =