IntoTheBlock aponta 3 razões para a alta do Bitcoin

O Bitcoin (BTC) surpreendeu o mercado na quarta-feira (16) ao romper os US$ 20 mil. O rompimento inesperado ainda não teve os motivos revelados, embora muito se especule.

Nesse sentido, a plataforma de análise IntoTheBlock escreveu um artigo falando sobre três indicadores responsáveis pela alta.

Os três motivos apontados foram adoção institucional, adoção de BTC como reserva de valor e aumento da utilidade por meio das finanças descentralizadas (DeFi).

Alta do Bitcoin

No momento da escrita desta matéria, o Bitcoin está cotado a US$ 23.104,02. Na cotação em reais, o preço é de R$ 116.902,21.

Variação de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas
Variação de preço do Bitcoin nas últimas 24 horas. Fonte: CoinMarketCap

Considerando a cotação atual, o criptoativo valorizou 221% no ano. Um dos motivos para tal disparo, segundo o IntoTheBlock, é a adoção institucional.

A empresa de análise afirmou que, segundo dados da blockchain do BTC, o volume de criptomoedas negociadas foi impulsionado por baleias e instituições.

O gráfico abaixo mostra o aumento de “grandes transações”, nome dado às transferências acima de US$ 100 mil:

Volume de grandes transações
Volume de grandes transações. Fonte: IntoTheBlock

Embora nem toda grande transação representa uma instituição comprando BTC, a métrica indica o crescimento de adoção institucional.d

Ademais, a média do valor transacionado na blockchain do Bitcoin saiu de US$ 20 mil em dezembro de 2019 para US$ 110 mil em dezembro de 2020.

Reserva de valor

O ano de 2020 serviu para consolidar a narrativa do Bitcoin como reserva de valor, e os dados evidenciam tal discurso.

A rápida recuperação da criptomoeda exibida após o colapso causado pela pandemia de coronavírus aumentou o interesse em torno do seu potencial.

Abaixo, o gráfico mostra que o aumento na quantidade de pessoas acumulando e guardando BTC em 2020:

Número de pessoas acumulando BTC há mais de um ano
Número de pessoas acumulando BTC há mais de um ano. Fonte: IntoTheBlock

Desta forma, a IntoTheBlock evidencia um aumento no interesse pelo Bitcoin como reserva de valor.

Possivelmente, a preocupação em torno de um novo colapso econômico fez com que investidores buscassem alternativas para preservar suas reservas.

Hype de DeFi

O ramo de finanças descentralizadas (DeFi) cresceu drasticamente em tamanho e popularidade durante 2020.

Em janeiro deste ano, o total alocado no ecossistema de DeFi era de US$ 690,9 milhões. No momento da escrita desta matéria, o total alocado é de US$ 16,2 bilhões.

Apesar do foco em Ethereum, o ramo de DeFi também abriu espaço para o Bitcoin. Isso porque a maior criptomoeda em valor de mercado foi tokenizada para este ecossistema.

Em outras palavras, o BTC é usado em outros serviços financeiros além de trade e investimento.

O token ERC-20 Wrapped Bitcoin (WBTC) cresceu em popularidade, confirmando esta narrativa:

Crescimento do WBTC em 2020
Crescimento do WBTC em 2020. Fonte: IntoTheBlock

Conforme evidenciado pelo gráfico, o WBTC cresceu 100 vezes em 2020.

Concluindo o estudo, a IntoTheBlock afirma que estes três fatores colocam o Bitcoin em uma posição muito mais sólida em 2020, comparada à alta vivenciada em 2017.

A empresa de análise acredita que estas forças continuarão impulsionando o BTC em 2021.

Fonte: https://www.criptofacil.com/intotheblock-aponta-3-razoes-para-a-alta-do-bitcoin/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=social&utm_campaign=facebook

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 8 =