Ronaldo Silva volta com canal no YouTube menos de um dia após ter conta desativada

Material atualizado com volta do canal ao ar, novo título e posicionamento do YouTube sobre o caso

O youtuber Ronaldo Silva afirmou nesta segunda-feira (20) que seu canal — o Ronaldo RS — foi alvo de um ataque hacker durante a última madrugada. Menos de 24 horas depois, no entanto, o canal estava no ar novamente.

“Sofremos um ataque hacker. Tentaram roubar os bitcoins do meu computador e conseguiram hackear minha conta no YouTube. O meu acesso à minha conta no YouTube foi removido”, disse ele em áudio reproduzido por outro canal de YouTube, o Seu Dinheiro.

Silva afirmou que o problema ocorreu após utilizar um aplicativo para realização de lives, sem citar qual. Ele também não divulgou os pedidos do suposto hacker.

“Infelizmente todos os meus vídeos foram perdidos, meu canal foi encerrado. Vou tentar recuperar, mas não tenho certeza se vou conseguir”, acrescentou Silva.

O youtuber disse que iria publicar novamente os vídeos que possui salvos em um outro canal, também de sua propriedade, que ficaria como novo endereço oficial caso o anterior não seja recuperado.

Já nesta terça (21), no entanto, o mesmo endereço do canal na plataforma estava operante, com os mesmos 176 mil seguidores de antes do suposto ataque ou desativação da conta.

Até o momento Ronaldo Silva não retornou o contato da reportagem, que pediu mais detalhes sobre o caso.

Também procurado pela reportagem, o YouTube afirmou por meio de assessoria que não comenta casos específicos na plataforma.

Punição ou ‘estratégia’?

Uma das hipóteses levantadas pela suposta exclusão do canal seria de ferir as políticas do Youtube, que proíbem divulgação de esquemas financeiros.

Nos comentários da postagem no canal Seu Dinheiro há várias menções à participação de Silva na pirâmide financeira MMM Brasil, que também foi destacada pelo Portal do Bitcoin no começo de abril.

Outra hipótese, levantada por pessoas ligadas à comunidade cripto, é de que o próprio Silva teria alegado ser vítima de um ataque hacker para ganhar destaque no noticiário.

Investimentos duvidosos

A prática de Silva de investir — e de incentivar os seguidores a fazer o mesmo — em moedas digitais em pré-lançamento também é alvo de questionamentos de seguidores e ex-seguidores do youtuber.

Um dos vídeos mais recentes de Silva no canal atacado datava de 11 de abril e se referia a uma nova criptomoeda prestes a ser lançada, a IndexChain. O youtuber dizia ter como uma de suas práticas a o investimento em ativos digitais em pré-lançamento para tentar ganhar dinheiro no momento do lançamento. A prática, conhecida como “pump and dump, visa obter lucro em uma possível valorização da criptomoeda.

Outra moeda promovida recentemente por Silva, com direito a uma live dedicada a ela, é a CashHand, que tinha lançamento previsto para o final de março. O ativo já consta na plataforma CoinMarketCap, a uma cotação de US$ 0,001618 (ou 0,00000023 BTC).

Ao ser questionado sobre a promoção de criptomoedas que não possuem valor, Ronaldo Silva afirmou que divulga os projetos com os quais simpatiza, mas que o investimento em cripto “é de alto risco”. Pouco depois, no entanto, o youtuber apagou do ar os vídeos que faziam menção à CashHand.

Além de aplicações em criptomoedas, Ronaldo Silva também vende cursos sobre investimento em bitcoin, o “Segredos do Bitcoin”.

Fonte: https://portaldobitcoin.com/ronaldo-silva-que-promoveu-piramides-tem-canal-do-youtube-apagado/

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =