Bitcoin rompe US$ 10.000 quatro dias antes do halving

  • por

O Bitcoin superou a marca de US$ 10.000 às 20h45. No minuto seguinte o preço chegou a US$ 10.045. Essa é a segunda vez que o bitcoin supera esse patamar em 2020.

No Brasil, a cotação do bitcoin teve ganho de 9,15% nesta quinta-feira (07), registrando máxima de R$ 57.797. Esse é o maior preço negociado desde dezembro de 2017, quando o bitcoin registrou sua máxima histórica.

No entanto, o preço do bitcoin no Brasil está sendo alavancado principalmente pela forte alta do dólar, que fechou o dia a R$ 5,83 após Banco Central cortar a selic em 0,75% para 3%.

Em dezembro de 2017, última vez que o bitcoin foi negociado nesse patamar no Brasil, o dólar estava cotado na casa dos R$ 3,20, enquanto o Bitcoin superava os US$ 17.000 durante sua trajetória rumo ao topo histórico de US$ 20.000.

O Bitcoin agora acumula alta de 40% em 2020, superando os principais ativos tradicionais. A valorização desde a mínima anual de US$ 4.000, registrada em março após crash que derrubou o preço do BTC em 50%, já acumula 150%.

Expectativa para o halving

A alta recente do preço reflete o otimismo do mercado em relação ao halving, que deve acontecer em 11 de março, na próxima segunda-feira.

O halving é um evento programado para ocorrer a cada 210 mil blocos minerados da rede do Bitcoin, o que leva aproximadamente 4 anos. 

Esse evento corta a emissão da moeda digital pela metade, criando um choque de oferta (produção) e aumentando a escassez do ativo no mercado.

Esse será o terceiro halving da história do bitcoin, o último ocorreu em 2016.

Fonte: https://portaldobitcoin.com/bitcoin-rompe-us-10-000-quatro-dias-antes-do-halving/

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 10 =