Justiça bloqueia com sucesso dinheiro com contas bancárias ligadas a 3xBit, exchange brasileira acusa de golpe

  • por

A Justiça do Paraná bloqueou com sucesso valores em contas correntes ligadas a empresas e pessoas que dirigiam a 3XBIT, exchange de bitcoins do Brasil acusada de aplicar um golpe milionário no país.

Na justificativa de sua ação a Justiça afirmou que os fatos revelam que pode estar ocorrendo ocultação de patrimônio e por isso a medida de bloqueio judicial é justificável.

“O perigo de dano também é evidente, estando materializado na possível frustração ao resultado de eventual execução”, disse à justiça.

O caso

O pedido de bloqueio judicial foi protocolado por um cliente da 3XBIT que não conseguiu reaver seu investimento.

A 3XBIT chegou a ser uma das exchanges mais importantes do Brasil.

Presente em eventos de Bitcoin em todo o Brasil a empresa chegou a lançar iniciativas educacionais, esportivas.

A empresa chegou mesmo até a ganhar um patrocínio de mais de R$ 3 milhões no Shark Tank para um de seus produtos de pagamento

Contudo, por trás da fachada de exchange a empresa oferecia um produto de investimento em bitcoin prometendo retorno garantido com até 7% de retorno por mês.

O Leasing como era comercializado pela 3XBIT contudo parou de pagar seus clientes em setembro e revelou a falta de liquidez da exchange.

Desta forma, os investidores do Leasing bem como usuários que negociavam na plataforma da 3XBIT não conseguiram retirar seus criptoativos e iniciaram processos judiciais contra a empresa.

3XBIT e seus ‘laços’

Assim, em busca de reaver seus valores, os clientes da 3XBIT, além de ações judiciais começaram a investigar as atividades da empresa e de seus sócios.

Parte das investigações encaminhadas ao Cointelegraph supostamente revelou que  empresa mantinha parte dos fundos de seus clientes na NegocieCoins e na Atlas Quantum.

Além disso, Octavio de Paula Santos Neto, sócio da 3XBIT seria também um dos articuladores da GenBit.

A GenBit é uma empresa acusada de pirâmide financeira e que teria também aplicado um golpe milionário.

Porém, as supostas relações da empresa e de seus sócios não foi considerada pela justiça que determinou o bloqueio judicial apenas nas contas de José Wantil de Souza, Octavio de Paula Santos Neto e Saint Clair de Sousa Izidoro.

O valor total bloqueado nas contas bancárias foi de R$ 265.130,11.

“Com base em um trabalho de investigação, foi possível realizar o bloqueio das contas de pessoas potencialmente envolvidas, além do CNPJ da empresa. Vemos com bons olhos o futuro desta ação e já possuímos mais de 1 milhão sob nossa responsabilidade em ações da 3XBIT”, destacou o Dr. Artêmio Picanço, advogado responsável pelo caso.

A 3XBIT sofre desde o segundo semestre do ano passado com atrasos em pagamentos e processos na Justiça. Em dezembro, uma decisão judicial bloqueou R$ 6 milhões da empresa.

Fonte:https://cointelegraph.com.br/news/justice-successfully-blocks-money-with-bank-accounts-linked-to-3xbit-brazilian-exchange-accuses-of-scam

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =