Ex-CEO da Mt. Gox, Mark Karpeles: ‘Craig Wright é um ladrão ou uma fraude’

Ex-CEO da Mt. Gox, Mark Karpeles, insiste que os 80.000 Bitcoins (BTC) que Craig Wright reclama foram roubados da exchange em março de 2011. Especialistas de criptomoedas estão com Karpeles.

Bitcoins foram roubados

Karpeles confirmou ao Cointelegraph que os Bitcoins que estavam no endereço 1FeexV6bAHb8ybZjqQMjJrcCrHGW9sb6uF foram roubados da Mt. Gox:

“Confirmo que isso foi identficado em 2011 e os registros também fazem parte dos documentos judiciais disponíveis ao público”.

Além disso, especulando sobre a motivação do Dr. Wright nesta série de eventos da saga Tulip Trust, Karpeles opinou que o principal cientista de nChain está apenas tentando adicionar alguma “evidência” de seu status:

“Para ser sincero, acho que Wright está apenas tentando usar esse endereço como ‘evidência’ de que ele é um usuário antigo da carteira de Bitcoin com toneladas de BTC e se encontra em uma situação difícil em que ou ele é um ladrão (se ele mantém suas reivindicações) ou é uma fraude (se ele admitir estar errado) ”.

O tribunal aceitou a transcrição do Skype

Enquanto isso, o Dr. Wright está questionando a validade das evidências de que esses Bitcoins foram roubados da Mt. Gox:

“A única evidência da alegação sobre a origem do 1Feex Bitcoin da qual tenho conhecimento é um suposto bate-papo do Skype entre Mark Karpeles e Jed McCaleb, mas esse documento é apenas um arquivo de texto e não um log validado do Skype. Nenhuma outra evidência ou evidência credível, como registros internos / contábeis da Mt Gox, foi apresentada. ”

Note-se que a transcrição do Skype foi aceita pelo tribunal e as partes litigantes não questionaram sua autenticidade.

Evidências contradizem Wright

Wright afirma que ele fez um acordo para adquirir os Bitcoins no final de fevereiro de 2011, finalizando a transação em 1º de março do mesmo ano:

“Concordei em comprar o bitcoin no endereço 1Feex no final de fevereiro de 2011 e ele foi transferido para esse endereço em 1 de março daquele ano. A quantidade total do Bitcoin, que agora é de propriedade da Tulip Trading Limited, permanece nesse endereço hoje. ”

Ele não especificou se a transação ocorreu na Mt. Gox.

Kim Nilsson, especialista em segurança cibernética cuja equipe passou meses analisando uma série de hacks que levaram ao eventual colapso da Mt. Gox, refutou completamente a história do Dr. Wright em um e-mail para a Cointelgraph:

“A prova independente mais forte que posso trazer é que a transação que enviou o 80k BTC para esse endereço foi inteiramente financiada pelos endereços da Mt. Gox e que a carteira da MtGox na época foi completamente esvaziada por essa transação, o que não é absolutamente um comportamento normal e não é compatível com as alegações de Wright de apenas comprar moedas de terceiros. (E quem é esse terceiro então?). ”

Note-se os livros de pedidos da Mt. Gox vazaram e os documentos vazados não revelaram uma transação para esse valor.

A Letter From Dr. Wright’s Counsels to Bitcoin Core Developer Wladimir van der Laan and Blockstream

Uma carta dos conselhos do Dr. Wright para o desenvolvedor principal do Bitcoin, Wladimir van der Laan e Blockstream.

Ladrão estúpido?

A carta enviada pelos advogados do Dr. Wright ao desenvolvedor do Bitcoin Core, Wladimir van der Laan (que não é financiado pela Blockstream) e pela Blockstream, afirma que eles perderam o acesso a esses endereços de Bitcoin como resultado de um hack de 5 de fevereiro de 2020.

Curiosamente, o suposto ladrão não moveu nenhum dos Bitcoins roubados. Ou estamos lidando com o ladrão mais idiota do mundo ou o Dr. Wright continua a traçar sua teia.

Sergio Demian Lerner, um notável pesquisador do Bitcoin, concorda que não faz sentido para um ladrão não mover o saque: “Sim, eu concordo que não faz sentido”. No entanto, Nilson abriu a hipótese do caso do Dr. Wright estar tentando controlar a narrativa:

“Longe de ser um endereço desconhecido obscuro, muitas pessoas sabem sobre esse endereço e o roubo por trás dele há anos. Wright apresentou meras afirmações sem evidência, mas está agindo como se o ônus da prova estivesse agora claro para todo mundo refutá-lo suficientemente, estabelecendo padrões arbitrários para que tipo de evidência ele aceitará. Wright sempre tenta mudar as regras, em vez de conceder qualquer coisa, mas nenhuma tentativa de tornar as coisas difusas ou arrogância mudará os fatos, e esta é uma história extremamente implausível, e ele está lançando com muitas acusações com ela e não possui fundamento. ”

A decisão legal coloca um prego adicional no caixão da pretensão de Craig Wright der reconhecido como Satoshi Nakmaoto. É difícil imaginar que Satoshi Nakamoto pensaria em usar meios legais para obter acesso a alguns Bitcoins perdidos ou roubados. Como todo o ethos do cypherpunk em relação ao dinheiro eletrônico era criar uma moeda que fosse ortogonal às instituições governamentais estabelecidas.

Wladimir van der Laan disse ao Cointelegraph que não tem intenção de responder à carta:

“Eu não, pelo menos. Não faço ideia de nada sobre a Blockstream, não tenho nada a ver com eles. ”

O Cointelegraph entrou em contato com a Blockstream para comentar, mas não recebeu uma resposta no momento da publicação.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/former-mt-gox-ceo-mark-karpeles-craig-wright-is-either-a-thief-or-a-fraud

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =