‘Parece ruim’ — Sinais de baixa nos futuros de Bitcoin registram comportamento similar ao ‘crash’ de março, diz trader

Os futuros de Bitcoin (BTC) estavam preocupando os analistas em 10 de julho, pois os dados de volume sugeriam uma fraqueza séria e o potencial de uma grande retração.

Ao postar um gráfico semanal dos futuros de Bitcoin do CME Group no Twitter, o analista do Cointelegraph Markets, filbfilb, não mediu suas palavras descrevendo o clima atual.

Filbfilb: Futuros de BTC “quase idênticos” a março

“Parece ruim”, ele resumiu, observando que um indicador de volume havia retornado a uma configuração idêntica à da semana anterior ao Bitcoin cair para US$ 3.600 em março.

“Posicionamento quase idêntico ao da grande queda da última vez e um triângulo descendente claro cheio de mechas na resistência, negociando abaixo (ponto de controle).”

Especificamente, os compromissos dos comerciantes (COT) – tanto de varejo quanto institucionais – haviam manobrado exatamente no mesmo local em que estavam alguns dias antes do crash de março. O COT é atualizado às sextas-feiras, usando dados da terça-feira anterior; como tal, a métrica fornece um retrato do status quo vários dias antes.

“Duvido que tenha mudado muito”, disse filbfilb ao Cointelegraph em comentários privados.

CME Bitcoin futures chart with March similarities highlighted

Gráfico futuro de Bitcoin da CME com as semelhanças de março destacadas. Fonte: filbfilb/ Twitter

Ação de preço mista

O Bitcoin viu uma ação de preço mista esta semana, com movimentos para US$ 9.500 que foram ditados pelos mercados de ações. Uma queda no final da quinta-feira, 9 de julho, levou o BTC / USD de volta a US$ 9.000.

Questionado se os traders devem esperar uma reprise exata de março, filbfilb permaneceu mais otimista.

“Acho que não haverá nada parecido com a última vez”, escreveu ele.

“Contudo; o posicionamento dos grandes players começou de 8,5 a 10,5 mil na última vez e isso foi antes do mercado sangrar – esses caras são poucos aqui em termos técnicos e não há riscos externos (na minha opinião).”

Os derivativos do Bitcoin provocaram diferentes narrativas nas últimas semanas. No final de junho, um evento de vencimento de interesse aberto de US$ 1 bilhão alimentou inicialmente a especulação de uma queda de preço, mas acabou por não ter um impacto perceptível no mercado.

Outros fundamentos da rede Bitcoin permanecem fortes, com a taxa de hash atingindo os máximos médios de todos os tempos nesta semana e a dificuldade definida para um ajuste de 9% para cima em dois dias.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/looks-bad-bitcoin-futures-echo-days-before-march-crash-says-trader

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 6 =