‘Sumiram de vez’: G44 Brasil não paga e clientes reclamam de negócio investigado como pirâmide financeira

A G44 Brasil não está pagando aos clientes que aceitaram a proposta de acordo apresentada pela empresa envolvendo esmeraldas. De acordo com depoimentos de clientes, ninguém recebeu nenhum dinheiro do negócio, que está sendo investigado como sendo uma pirâmide financeira.

Assim, um dos clientes da G44 Brasil diz que eles “sumiram de vez”, ao fazer referência aos líderes do esquema que prometia até 200% de lucro. Além de investimentos em Bitcoin, o negócio atuava com a extração de pedras preciosas, como esmeraldas.

No entanto, desde o final de 2019 os investidores relatam que os saques foram suspensos na plataforma. Recentemente a empresa apresentou um plano de pagamentos em esmeraldas, mas nem mesmo em pedras preciosas a G44 Brasil está pagando.

G44 Brasil não paga

Milhares de investidores confiaram na G44 Brasil em busca de lucro fácil. Porém, a empresa não conseguiu pagar aos investidores e tenta apresentar soluções para quitar a dívida que pode ser bilionária.

Dessa forma, com investimentos em criptomoedas e esmeraldas, a G44 Brasil prometia retornos que podiam alcançar até 200%, de acordo com os planos de investimentos oferecidos pelo esquema.

Porém, investigada como sendo uma pirâmide financeira, a empresa não consegue pagar aos investidores, que estão com saques em atraso desde novembro de 2019. Uma cliente da G44 Brasil perguntou para investidores da empresa se alguém já recebeu o que investiu no negócio em uma publicação nas redes sociais.

No entanto,a pergunta da investidora não recebeu nenhum comentário sobre usuários que já receberam da plataforma. Outro investidor sugere que os líderes da empresa “sumiram”, ao confirmar que nada recebeu da G44 Brasil.

“Nada e eles sumiram de vez.’’

Uma terceira cliente da G44 Brasil comenta que não espera mais receber da empresa que está com saques suspensos há quase um anos. Para ela, o negócio não vai pagar.

“Já desacreditei.”

Plano de pagamento

A G44 Brasil propôs pagar aos investidores logo após anunciar a suspensão dos saques na empresa. Inicialmente, em 90 dias os clientes teriam o dinheiro de volta.

Contudo, o prazo não foi cumprido pelo esquema que pediu mais tempo para pagar aos investidores. Antes de oferecer pedras preciosas, a G44 Brasil apresentou um plano que pedia dez meses de carência, além de dividir o valor devido pela plataforma em 48 prestações.

Por fim, até Bitcoin foi oferecido pelos investidores com saldo preso na G44 Brasil. Porém, não existe registro de usuários que conseguiu receber da empresa depois que os saques foram interrompidos no final de 2019.

Conforme noticiou o Cointelegraph, alguns investidores procuraram a Justiça para receber da G44 Brasil. Em um dos casos noticiados, a decisão judicial sobre a empresa solicitou o arresto do terreno em que fica a mina de esmeraldas do negócio.

Além disso, um imóvel de R$ 2,5 milhões já foi bloqueado anteriormente pela Justiça, em busca de garantir o pagamento da dívida da G44 Brasil com os clientes, que pode ser bilionária.

Outro investidor da G44 Brasil reclama também da dificuldade de notícias sobre os pagamentos do negócio. Ele diz que um grupo no telegram com usuários da empresa foi praticamente silenciado.

“Pior que ninguém ouve falar mais nada, até um grupo que tinha no Telegram os administradores bloquearam só para administradores falarem, aí, nunca mais se teve nenhuma notícia do andamento.”

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/g44-brazil-does-not-pay-and-customers-complain-about-the-pyramid-scheme

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 10 =