Chainalysis e empresa do Texas assinam contrato milionário com Receita dos EUA para rastrear transações de Monero

Na quarta-feira, o IRS assinou dois contratos de US$ 625.000 cada para desenvolver ferramentas de rastreamento para protocolos dos tokens de privacidade Monero e Layer 2. Os vencedores foram as empresas de análise de blockchain Chainalysis e Integra FEC.

O IRS inicialmente divulgou sua busca por uma solução analítica que eliminasse a privacidade destes protocolos no início do mês. Um representante do IRS disse à Cointelegraph que a agência selecionou as duas empresas vencedoras de um campo de 22 propostas recebidas, embora a única justificativa dada pelo representante para a decisão da agência tenha sido “uma análise comparativa foi usada”.

A Chainalysis está entre as empresas líderes em criptografia analítica e vem ganhanco concorrências de uma série de agências governamentais. A Integra FEC é um nome relativamente desconhecido, apesar de milhões de dólares em contratos com, por exemplo, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA para “Outros Serviços de Consultoria Científica e Técnica”.

A Integra FEC não respondeu aos pedidos do Cointelegraph para comentar o assunto até o momento. Já a Chainalysis se recusou a comentar, como geralmente faz quando questionada sobre seu trabalho com tokens de privacidade.

À medida que os governos aumentam seu interesse no rastreamento de criptomoedas, o campo de empresas que trabalham com rastreamento deve se expandir. Em meados de setembro, o Tesouro dos EUA errou ao aplicar sanções a uma carteira Monero, que acabou sendo uma identificação de pagamento.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/chainalysis-and-texas-firm-win-million-dollar-irs-contract-to-crack-monero

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 4 =