EUA acusam BitMEX de violar regras do país e prendem um dos sócios

A Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities dos EUA (CFTC) acusou cinco entidades e três indivíduos proprietários da BitMEX de operar uma plataforma de negociação não registrada e de violar os procedimentos de combate à lavagem de dinheiro. Entre os acusados ​​estão os fundadores da empresa, Arthur Hayes, Ben Delo e Samuel Reed. De acordo com a Bloomberg, Samuel Reed foi preso em Massachusetts esta manhã.

“Um réu chegou a se gabar da empresa constituída em uma jurisdição fora dos EUA porque subornar os reguladores nessa jurisdição era muito barato, disse o diretor assistente do FBI William Sweeney Jr. em um comunicado. “Graças ao trabalho diligente de nossos agentes, analistas e parceiros da CFTC, eles logo saberão que seus supostos crimes não tem preço, e poderá resultar em multas, restituições e prisão.”

A acusação diz que a BitMEX opera uma plataforma de negociação sem se registrar na CFTC. Ela detalha sobre a empresa não implementar procedimentos de “KYC” e anti-lavagem de dinheiro e, supostamente, receber mais de US$ 11 bilhões em depósitos de bitcoin enquanto conduz porções significativas de seus negócios nos EUA e atende clientes nos EUA.

A plataforma de negociação de derivados de criptomoeda foi fundada em 2014. A BitMEX está registrada nas Seychelles, mas possui escritórios em Hong Kong e San Francisco.

Anteriormente, a plataforma exigia apenas que os usuários fornecessem um endereço de e-mail e uma senha e identificassem seu país de residência durante o processo de inscrição.

Em agosto deste ano, a BitMEX atualizou sua política para incluir informações adicionais, como verificação de identidade, prova da origem dos fundos e experiência de investimento.

“A BitMEX se autodenomina a maior plataforma de derivativos de criptomoeda do mundo, com bilhões de dólares em negociação a cada dia. Muito desse volume de negociação e sua lucratividade derivam de seu amplo acesso aos mercados e clientes dos Estados Unidos”, disse o documento. “No entanto, a BitMEX nunca foi registrada na CFTC em qualquer função e não cumpriu as leis e regulamentos essenciais para a integridade e vitalidade dos mercados dos EUA.”

Fonte: https://portaldobitcoin.uol.com.br/eua-acusam-bitmex-de-violar-regras-do-pais-e-entram-com-processo-criminal-um-dos-donos-e-preso/

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =