Aglomerados de baleias Bitcoin apontam níveis críticos que o BTC deve manter para subir

Os aglomerados de baleias Bitcoin (BTC) apontam para três níveis de preço críticos para manter uma estrutura de mercado altista no curto prazo.

Aglomerados de baleias se formam quando grandes investidores compram Bitcoin e não o movem, gerando transações não gastas. Esses aglomerados normalmente indicam onde existem níveis de suporte cruciais e a lógica é que o BTC precisa manter esse nível para ver uma alta prolongada.

De acordo com dados do Whalemap, os três níveis de apoio importantes marcados pelas baleias são US$ 10.407, US$ 10.570 e US$ 10.667.

Macro Bitcoin support levels represented as whale clusters. Source: Whalemap

Níveis de suporte de macro para o Bitcoin representados por grupos de baleias. Fonte: Whalemap

Movimentos de baleias podem sinalizar o início de uma tendência de alta do Bitcoin

Baleias, investidores individuais com grandes quantidades de Bitcoin, geralmente buscam liquidez significativa para comprar ou vender. Isso ocorre porque eles lidam com ordens de compra ou venda substanciais e gerenciam essa necessidade visando pontos de preços de alta liquidez.

O acúmulo de baleias geralmente ocorre quando mãos fracas capitulam e, normalmente, uma liquidação no varejo em meio ao pico de medo nos mercados coincide com as compras de baleias, porque há grandes volumes de venda a serem absorvidos.

Nos últimos cinco dias, houve muitos motivos e eventos inesperados que poderiam ter levado os investidores do varejo a vender.

Em 1º de outubro, a Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities dos Estados Unidos (CFTC) acusou a BitMEX de violar a Lei de Sigilo Bancário. Quase imediatamente depois, o BTC despencou 4,1%.

Então, em 2 de outubro, o presidente dos EUA, Donald Trump, testou positivo para a COVID-19. A contração inesperada da COVID-19 do presidente balançou temporariamente os mercados financeiros e adicionou alguma pressão de venda sobre o Bitcoin.

Os dois eventos aumentaram o medo no mercado de criptomoedas e o preço do Bitcoin caiu de US$ 10.900 para US$ 10.500.

Nos dias seguintes, o preço se recuperou para US$ 10.670 e essa nova resiliência encontrada corresponde aos aglomerados de baleias que se formaram em 2 de outubro.

Dois fatores técnicos podem impulsionar ainda mais o ímpeto do BTC

Além da atividade das baleias, existem dois catalisadores técnicos que podem impulsionar o sentimento em torno do BTC.

Em primeiro lugar, a taxa de financiamento de futuros do Bitcoin nas principais corretoras de criptomoedas é negativa ou neutra. Quando uma taxa de financiamento é baixa, isso significa que a maioria dos negociantes nas corretoras de futuros está apostando contra o BTC.

Um período prolongado de taxas negativas aumenta a probabilidade de um aperto curto, o que poderia fazer com que o BTC aumentasse. Um trader conhecido pelo pseudônimo de “Byzantine General” disse:

“Estamos chegando perto da segunda-feira e o financiamento está mais negativo. Principalmente na Binance, onde está a maioria dos peixes. ”

Além disso, desde a acusação da CFTC contra a BitMEX, o provedor de dados de mercado Glassnode informa que os investidores retiraram 45.000 BTC da corretora. As participações foram transferidas principalmente para a Gemini e a Binance, duas das principais corretoras de criptomoedas.

Muitos especialistas da indústria prenunciaram uma ação regulatória contra a BitMEX e o fluxo de saída de Bitcoin resultante não é terrivelmente surpreendente.

É possível argumentar que a saída de fundos da BitMEX para duas corretoras de criptomoedas mais confiáveis poderia beneficiar o sentimento geral do mercado. Principalmente porque a Gemini é considerada uma das corretoras mais fortes na criptoesfera em termos de conformidade regulatória.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/bitcoin-whale-clusters-pinpoint-critical-levels-btc-must-hold-to-rally

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =