Nubank é acusado de fraude no cadastro de chaves no PIX e Banco Central vai investigar

O Nubank um dos principais bancos digitais do Brasil está sendo acusado de fraudar o sistema de cadastramento de chaves do Pix.

Segundo denúncias feitas por usuários nas redes sociais o Nubank teria cadastrado a chave Pix de seus clientes sem o consentimento deles.

Ao ser questionado pelos clientes o suporte do banco teria dito que “não haveria problema” e que o cliente poderá cancelar a chave a qualquer momento.

Porém além do Nubank o fato também teria ocorrido com o MercadoPago que é acusado de ter cadastrado no PIx seus clientes sem autorização.

@MercadoPagoBR @MercadoLivre @MPF_PRRJ @MPF_PGR @BancoCentralBR @MinEconomia MercadoPago vocês se apropriaram de meu CPF como chave PIX sem meu consentimento e não conseguem descadastrar? Depois da última mensagem o CHAT caiu!! pic.twitter.com/LaO2XUNXfQ— Leandro Avelar (@AvelarRio) October 15, 2020

Segundo dados divulgados pelo Banco Central do Brasil, Nubank e MercadoPago foram as instituições que registraram o maior número de chaves no Pix.

Banco Central

A queixa dos clientes com o cadastramento indevido do Nubank e do MercadoPago no Pix chegou até o Banco Central que prometeu tomar medidas para punir eventuais irregularidades.

“O Banco Central informa que monitora e supervisiona continuamente o processo de cadastramento de chaves Pix, já tendo iniciado processos formais de fiscalização de participantes. Caso detecte irregularidades nesses processos, incluindo eventuais cadastramentos indevidos, o Banco Central punirá os infratores nos termos da regulação vigente”, declarou em nota o Banco Central.

Porém o BC não informou qual será a punição caso as irregularidades sejam provadas.

Em sua defesa tanto Nubank como MercadoPago declararam que só cadastraram chaves com autorização de seus usuários.

“O Nubank informa que todas as chaves foram cadastradas com a devida autorização dos clientes. Preparamos cuidadosamente um fluxo prático e simples de comunicação e, no dia 05/10, enviamos pedido de consentimento via aplicativo a todos os clientes que haviam feito o pré-cadastro.”

“O Mercado Pago esclarece que não cadastra uma chave Pix sem o consentimento do usuário. A empresa reforça que não há efetivação do cadastro sem que o cliente dê o consentimento aprovando o registro de sua chave no aplicativo do Mercado Pago.

Pagamentos digitais

A briga entre as instituições pelo registro de chaves no Pix não é apenas uma “guerra” por clientes mas uma batalha pelo poder no sistema que deve tornar-se o principal meio de pagamento digital do país.

A propsota do BC com o Pix é unificar todo um ecossistema de digitalização da economia que inclusive pode culminar na criação de uma Moeda Digital de Banco Central (CBDC) para o Brasil.

Além disso, dentro do Pix o BC deseja permitir ainda saques descentralizados e até mesmo operações de câmbio.

Nesta linha, recentemente, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que a retomada econômica do país acontecerá através de avanços tecnológicos recentemente lançados como o PIX e o Open Banking.

Em diversas ocasiões Campos Neto, já declarou que próximas fases do PIX envolvem câmbio, CBDC, turismo e o que ele vem chamando de “aperfeiçoamento da moeda”.

“No nosso caso é muito importante o PIX porque vemos daqui para frente a união de uma forma de pagamento instantâneo, aberto e interoperável. com um sistema de dados aberto. Onde ele se encontram em algum momento lá na frente  junto com uma moeda que tem que ser aperfeiçoada”, disse.

Assim, segundo ele, o Banco Central tem um projeto de simplificação dos processos de câmbio também para atender a esta demanda.

“A gente tem um projeto de simplificação dos processos de fechamento de câmbio e que vão combinar com uma moeda conversível”, declarou.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/nubank-is-accused-of-fraud-in-the-registration-of-keys-in-the-pix
Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 16 =