Preço do Bitcoin sobe 5% para US$ 13,5 mil logo após anúncio de estímulo do BCE

O preço do Bitcoin (BTC) aumentou de US$ 12.920 para US$ 13.600 em quatro horas, registrando uma alta de 5%. A tendência de alta coincide com desenvolvimentos positivos do Banco Central Europeu (BCE) e dados sobre empregos otimistas dos Estados Unidos.

Gráfico de uma hora do BTC/USD. Fonte: TradingView.com

Fatores macro favorecem a recuperação do Bitcoin

Ao longo da semana passada, o BTC se recuperou continuamente, apesar dos fatores macro negativos. O mercado de ações dos EUA estava em declínio acentuado e o número de casos da COVID-19 nos EUA e na Europa aumentou acentuadamente.

A percepção do Bitcoin como um ativo porto seguro está visivelmente se fortalecendo devido ao aumento na demanda institucional. Mas quando os ativos de risco, como ações, estão em queda, eles podem exercer pressão indireta sobre o BTC.

Assim, quando as ações sobem e os ativos de risco prosperam, a perspectiva de curto prazo para o preço do Bitcoin melhora.

Em 29 de outubro, ocorreram vários eventos que aumentaram os ativos de risco. Primeiro, o BCE disse que pode buscar um novo pacote de estímulo em dezembro. Em segundo lugar, os dados sobre empregos dos EUA refletiram os pedidos semanais mais baixos desde o início da pandemia do coronavírus.

Um segundo pacote de estímulo na Europa consegue duas coisas. Em primeiro lugar, ele aumentaria enormemente o apetite por ativos de risco na Europa. Simultaneamente, isso colocaria pressão sobre os EUA para entregar um muito necessário acordo de estímulo.

Uma vez que o presidente dos EUA, Donald Trump, deixou clara sua posição de que um pacote de estímulo virá após a eleição, isso prepara os EUA para um acordo de estímulo em dezembro.

O BCE disse que consideraria todas as possibilidades para garantir a sustentabilidade da economia. Isso beneficia o Bitcoin, o ouro e ações como um todo, como evidenciado pelo preço do BTC. O BCE disse:

“O Conselho do BCE avaliará cuidadosamente as informações recebidas, incluindo a dinâmica da pandemia, as perspectivas de implantação de vacinas e a evolução da taxa de câmbio”.

Christine Lagarde, a presidente do BCE, também destacou que a instituição agiu prontamente quando a primeira onda de COVID-19 chegou. Insinuando que um segundo acordo de estímulo poderia chegar, ela disse:

“Já fizemos isso no passado: respondemos muito prontamente, muito apropriadamente, muito fortemente, alguns diriam, à primeira onda que atingiu as economias da área do euro. Fizemos isso para a primeira onda; faremos de novo para a segunda onda. ”

O BTC evitou um movimento maior para a área de US$ 12.700

Quando o preço do Bitcoin caiu para menos de US$ 13.000, analistas técnicos disseram que o BTC corria o risco de cair para US$ 12.700 ou menos.

O nível de US$ 13.000 agiu como uma área de forte apoio, apoiada por grupos de baleias. O BTC que defende a área indica que a demanda do comprador está dominando a pressão de venda, como visto no mercado de futuros.

A taxa de financiamento do mercado de futuros de Bitcoin permaneceu negativa nos últimos dias. Isso sugere que a maior parte do mercado de derivativos está aparentemente apostando contra o BTC.

No entanto, a demanda por Bitcoin no mercado à vista está compensando a pressão de venda e defendendo o BTC de outras desvantagens.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/bitcoin-price-spikes-5-to-13-5k-shortly-after-ecb-stimulus-announcement

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 15 =