Site cria calculadora que mostra o imposto a ser pago em transações com Bitcoin

O site Somas criou uma calculadora dedicada ao imposto de renda cobrado em transações com Bitcoin no Brasil. Através da plataforma lançada recentemente é possível simular a quantia a ser tributada em operações envolvendo a compra e venda de criptomoedas.

De acordo com o tributo sobre ganho de capital em criptomoedas, o imposto deverá ser pago mensalmente pelo contribuinte que registrar mais de R$ 35 mil de lucro no mercado. Ou seja, ganhos abaixo desse valor estão isentos de impostos.

Além disso, a calculadora do site Somas leva em consideração o custo envolvido na transação de criptomoedas, que pode ser abatido no valor total do imposto devido ao fisco.

Calculadora de imposto sobre Bitcoin

A calculadora funciona com informações inseridas pelo contribuinte sobre transações envolvendo criptomoedas no mercado. Existem duas caixas de texto na plataforma onde é possível inserir o valor de compra e venda.

Além disso, é permitido também inserir o valor pago em taxas daquela transação com criptomoedas que pode ser tributada. Essa taxa serve para abater parte do valor do imposto cobrado sobre transações com Bitcoin, por exemplo.

No final, existe a opção sobre o limite de lucro de R$ 35 mil que deve ser marcado pelo usuário que deseja saber quanto de imposto poderá ser cobrado. Baseado em todas essas informações, a calculadora exibe o valor total do tributo a ser pago.


Calculadora simula valor de imposto cobrado sobre transações com criptomoedas (Reprodução/Somas)

Imposto sobre criptomoedas

Transações com Bitcoin e outras criptomoedas são passíveis de impostos desde que a Receita Federal publicou a Instrução Normativa 1.888 em agosto de 2019. Nesse caso, somente será tributado aquele que tiver mais de R$ 35 mil de lucro com operações no mercado.

Assim, a alíquota prevê a cobrança de, pelo menos, 15% sobre o valor considerado como ganho de capital pelo contribuinte. Sendo que esse imposto é calculado pela diferença entre o valor de venda e compra de criptomoedas.

Dessa forma, é preciso informar mensalmente à Receita Federal os ganhos com investimentos em criptomoedas. Quando o lucro for superior a R$ 35 mil, o imposto de renda deverá ser recolhido pelo contribuinte.

“Há isenção tributária para operações de até R$ 35 mil por mês (valor total da venda).”

Tributo de até 22,5%

O site Somas criou uma calculadora dedicada ao imposto cobrado em transações com Bitcoin e outras criptomoedas no Brasil. De acordo com o tributo sobre ganho de capital, operações no mercado de criptomoedas com lucro de até R$ 5 milhões pagam 15% de imposto de renda.

No entanto, essa alíquota poderá ser ainda maior e varia de acordo com o valor gerado pelo usuário como ganho de capital no mês. No caso da cobrança de 15%, a porcentagem refere-se a ganhos de capital que variam entre R$ 35 mil a R$ 5 milhões.

Enquanto isso, quem ganhar entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões pode pagar 17,5% de imposto cobrado em transações com criptomoedas. Esse índice aumenta para 20% se o ganho de capital for entre R$ 10 milhões e R$ 30 milhões.

Por fim, quem tiver ganhos acima de R$ 30 milhões pode pagar até 22,5% de imposto de renda cobrado a partir de transações lucrativas com Bitcoin.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/website-creates-calculator-that-shows-tax-to-be-paid-on-bitcoin-transactions

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =