Bilionário dispara: Bitcoin é uma religião e não serve de proteção contra crises

  • por

O bilionário e apresentador do programa Shark Tank Mark Cuban voltou a criticar o Bitcoin. Ele disse que a criptomoeda é mais um objeto de coleção do que um instrumento financeiro.

A crítica veio em uma entrevista à Forbes realizada em 8 de dezembro. Cuban rechaçou a visão de que o Bitcoin é uma proteção contra cenários apocalípticos. Para ele, tanto a criptomoeda quanto seus entusiastas parecem mais com “um tipo de religião”.

“[Bitcoin é] uma reserva de valor como o ouro. Ele é mais religião do que solução para qualquer problema”, disse Cuban.

Ele também acredita que a criptomoeda provavelmente não substituirá as moedas fiduciárias tão cedo. Afinal, os governos irão proteger a sua capacidade de tributar e emitir moeda.

“Os países tomarão medidas para proteger suas moedas e sua capacidade de tributar. Quanto mais pessoas acreditarem que isso (Bitcoin seja algo mais do que uma reserva de valor, maior será o risco de intervenção do governo”, alertou.

Essa opinião é bastante semelhante a do gestor da Bridgewater Associates, Ray Dalio. Em uma entrevista recente, ele falou sobre os riscos do Bitcoin ser proibido pelos governos.

Bananas e Bitcoin

Mark Cuban possui um longo histórico de críticas contra o Bitcoin. Em 2019, ele chegou a afirmar que prefere investir em bananas do que na criptomoeda.

Mais recentemente, Cuban reforçou sua afirmação – e foi além. Para ele, as bananas teriam até mais utilidade do que o Bitcoin ou o ouro.

“Uma banana tem mais utilidade. O potássio é um nutriente valioso para todas as pessoas no planeta”, disse o investidor.

No entanto, ele ainda assim reconheceu o BTC como um “ativo investível”. E respeitou a ideia da criptomoeda ser vista como o “ouro digital”.

“Contanto que as pessoas aceitem o BTC como uma versão digital do ouro, ele pode ser investido”, afirmou.

Mark Cuban tem um patrimônio líquido estimado em US$ 4,2 bilhões, cerca de R$ 21 bilhões na cotação atual. Ele alegou possuir cerca de US$ 130 em Bitcoin em agosto de 2019.

Segundo ele, os Bitcoins foram obtidos através da compra de mercadorias e ingressos em jogos do Dallas Mavericks, clube da NBA do qual Cuban é proprietário.

Bitcoin quebra recordes

Os comentários de Cuban ocorreram quando o preço do Bitcoin ainda estava abaixo de US$ 19 mil. Atualmente, a criptomoeda está negociada acima dos US$ 22 mil.

No Brasil, o preço do BTC estava em R$ 96 mil na época da entrevista de Cuban. No momento da produção deste texto, um Bitcoin já está valendo R$ 115 mil.

2020 foi um grande ano em termos de adoção institucional de Bitcoin. Empresas e investidores aumentaram significativamente seus investimentos na criptomoeda. E muitos detratores do Bitcoin já começaram a mudar de opinião.

Fonte: https://www.criptofacil.com/bilionario-dispara-bitcoin-uma-religiao-nao-serve-protecao-contra-crises/

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − onze =